Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.
Detran RS
A A A
Publicação:

Carnaval terá seis dias de fiscalização intensa com a Operação Viagem Segura

Vista aérea da saída de Porto Alegre
O Carnaval não está entre os feriados mais violentos no trânsito, mas o grande movimento esperado nas estradas e a tradição de consumo de álcool nas festas inspira cuidados redobrados - Foto: Camila Domingues_Palácio Piratini

Empenhando esforços para a redução da acidentalidade, Polícia Rodoviária Federal, Brigada Militar e Comando Rodoviário da BM estão mobilizados para os seis dias da Viagem Segura de Carnaval. A operação tem início à zero hora desta sexta-feira (09) e se estende até a meia-noite de quarta (14).

Na saída para o feriadão ocorre, na Capital, a Megablitz, somando os esforços de DetranRS, EPTC e Polícia Civil a esta 85ª Operação. Com especial atenção à prevenção de acidentes provocados pelo consumo de álcool, a Balada Segura também está trabalhando no Litoral durante todo o período de veraneio.

Na análise estatística do DetranRS, o Carnaval não está entre os feriados mais violentos no trânsito, mas o grande movimento esperado nas estradas e a tradição de consumo de álcool nas festas inspira cuidados redobrados. A média nos últimos onze anos foi de 5,4 vítimas fatais/dia no feriadão de Carnaval, abaixo da média geral dos 15 feriados prolongados em que é realizada a operação (6,5 mortes/dia). No ano passado, foram 29 mortes nos seis dias de operação, considerando as pessoas que vêm a óbito até 30 dias pós-acidente.

Sobre a Viagem Segura

Com seis anos completados no último feriado de 15 de novembro, a Operação tem como principais parceiros Polícia Rodoviária Federal (PRF), Brigada Militar (BM), Comando Rodoviário da BM (CRBM), DetranRS e Polícia Civil. Também colaboram órgãos de trânsito municipais (EPTC em Porto Alegre), ANTT, DNIT, Cetran/RS, DAER, EGR, Famurs, além de representantes da sociedade civil organizada, como o Lions Club e o Instituto Zero Acidente.

Nas 84 edições já realizadas até o momento, mais de 5,1 milhões de veículos foram fiscalizados. O resultado foi a autuação de 892,6 mil infrações, o recolhimento de mais de 86 mil veículos e 23 mil Carteiras Nacionais de Habilitação. Foram realizados 184 mil testes de etilômetro, que registraram 15,3 mil infrações por alcoolemia, além de outras 2,3 mil por recusa ao teste.

Compartilhe esta página:
Copiar
Anexos
DETRAN-RS