Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.
Detran RS
A A A
Publicação:

Campanha educativa enfatiza proteção aos vulneráveis no trânsito

Campanha educativa enfatiza proteção aos vulneráveis no trânsito
Campanha educativa enfatiza proteção aos vulneráveis no trânsito - Foto: Captura de tela - vídeo "Harmonia no Trânsito - 1,5m de distância"

Entre os dias 18 e 25 de setembro, quando se comemora a Semana Nacional de Trânsito (SNT), a campanha “Harmonia no Trânsito” do Detran/RS estará nas TVs, rádios e cinemas, abordando as práticas de boa convivência no trânsito, sob a perspectiva dos participantes mais vulneráveis do trânsito, como pedestres e ciclistas.

Além de ampla divulgação na internet, a campanha terá 43 inserções de TV, 1413 inserções de rádio (capital e interior) e presença em 44 salas de cinema do estado. A principal peça, uma animação desdobrada em dois episódios, apresenta situações cotidianas de uma cidade onde o trânsito flui ao ritmo de uma valsa. Enquanto há sintonia entre os integrantes da cena, a música toca harmonicamente. Porém, toda vez que ocorre uma quebra no bom convívio ou um contexto desfavorecendo um dos chamados vulneráveis, a orquestra desafina. Os filmes se encerram com uma mensagem em referência ao assunto do episódio.

O tema Minha Escolha faz a Diferença no Trânsito foi selecionado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para esta edição da SNT. O calendário de atividades do Detran/RS pode ser consultado neste link.


Escolhas

Realizamos inúmeras decisões no nosso dia-a-dia, do momento em que toca o despertador e optamos por ficar aqueles cinco minutinhos a mais na cama à hora que elegemos para nos deitar novamente. E a cada escolha que fazemos, precisamos abrir mão de algo. A dificuldade é lembrarmos que nossas escolhas têm consequências - e precisamos nos responsabilizar por elas.

O trânsito é o ambiente em que essas escolhas são feitas a cada minuto e podem comprometer a saúde e a vida do próprio condutor e de muitas outras pessoas que circulam no espaço público. As escolhas envolvem valores e princípios que estão profundamente arraigados em nós, e com os quais precisamos lidar. “O custo de escolhas como mandar mensagens pelo celular enquanto se dirige ou beber uma cerveja antes de pegar a direção pode ser alto demais para podermos suportar - e algo a ser carregado por toda a vida”, alerta Laís Silveira, chefe da Divisão de Educação do Detran/RS.

O maior cuida do menor
Um dos pilares de circulação e conduta estabelecidos pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) preconiza a responsabilidade sobre o cuidado que veículos de maior porte terão pela segurança dos menores, bem como que os motorizados olharão pelos não motorizados e, todos juntos, pelos partícipes mais frágeis do trânsito – os pedestres.

O trânsito é um ambiente compartilhado entre veículos de diferentes portes, motociclistas, ciclistas, pedestres. Mesmo dentro do universo de cada grupo há interesses, espaços ocupados, velocidades, tempos diferentes. É suposto que num ambiente tão diversificado surjam conflitos, muitas vezes envolvendo todos os representantes dessa miscelânea. Também não é incomum que estas divergências acabem por gerar incidentes.

A noção de o menor ser protegido pelo maior parte da ideia de que sua fragilidade o sujeita em maior escala aos infortúnios do trânsito. Protegê-lo em sua vulnerabilidade reduz a sua exposição a circunstâncias fatais.

Veja nos links abaixo os vídeos desta campanha do Detran/RS:

- O pedestre é o grande maestro
- 1,5m de distância

Compartilhe esta página:
Copiar
DETRAN-RS