Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.
Detran RS
A A A
Publicação:

Detran/RS recicla mais de 500 veículos e limpa área de depósito em Viamão

Veículos que por diversas razões não podem voltar à circulação são classificados como material inservível e destinados à reciclagem
Veículos que por diversas razões não podem voltar à circulação são classificados como material inservível e destinados à reciclagem - Foto: Douglas Mafra_DetranRS

Um lote de 539 veículos e sucatas do Centro de Remoção e Depósito JAP, de Viamão, está sendo encaminhado à reciclagem a partir desta semana, desocupando assim uma expressiva área deste CRD. 

No momento, os veículos do JAP que serão reciclados estão passando pelo processo de descontaminação - quando resíduos de fluidos são retirados, evitando assim a poluição do solo. A fase seguinte será a de compactação. Nesse estágio, os veículos são prensados e transformados em cubos de cerca de um metro de lado. Esses cubos são então transportados para a usina siderúrgica para trituração e separação dos diferentes materiais para reciclagem. A previsão para o encerramento do trabalho no JAP é no princípio do mês que vem. 

 

Trabalho intenso 

O trabalho de reciclagem mobiliza uma equipe que atua desde a análise cadastral dos prontuários até a vistoria operacional em campo. Cada veículo sofre uma varredura documental no sistema informatizado que levanta se ele tem alguma restrição, tais como boletins de ocorrência. Ao mesmo tempo, no depósito, o veículo é identificado por números de chassi e de motor e devidamente marcado de acordo com as informações obtidas, inclusive as que integram o relatório realizado pela Polícia e o check list do próprio CRD. O passo seguinte é oficiar as instituições, enviando um ofício referente a cada restrição. No caso específico do JAP, esse trabalho se estendeu de janeiro ao final de abril e liberou 539 veículos.  

Motivos para recolhimento a depósito 

Conforme o motivo pelo qual foram recolhidos, os veículos depositados nos CRDs encontram-se sob responsabilidade ou da Polícia Civil (como os recuperados de furto ou roubo), ou do Judiciário (pendentes de processos judiciais) ou do próprio Detran/RS (por razões administrativas, como infrações que preveem recolhimento do veículo). 

Por essa razão, para poder reciclar muitos deles, o Detran/RS depende de autorização da Polícia ou do Judiciário. No caso do JAP, 154 sucatas ou veículos – o chamado “material inservível” - não foram liberados pela Polícia Civil. Nesta semana, o Detran/RS oficiou pedidos de reconsideração às Delegacias de Polícia de Viamão. 

A solução ambientalmente correta se integra a um grande esforço do Detran/RS, que registrou recorde de tonelagem reciclada no ano passado. Mais de 3,8 mil toneladas de sucata oriundas de depósitos de veículos foram transformadas em aço reaproveitável no ano de 2016, um crescimento de 170% em apenas três anos. A reciclagem de veículos é realizada de forma sistemática pelo Detran/RS desde 2010, sendo modelo para os Detrans de todo o País.

Compartilhe esta página:
Copiar
Comentários
DETRAN-RS