Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.
Detran RS
A A A
Publicação:

Comitiva catarinense vem conhecer sistema gaúcho de desmanches

Comitiva catarinense vem conhecer sistema gaúcho de desmanches
Comitiva catarinense vem conhecer sistema gaúcho de desmanches - Foto: Detran/RS

Autoridades do Detran/SC e das áreas de Segurança Pública e Tecnologia da Informação do Estado vizinho vieram a Porto Alegre, nesta semana, conhecer o sistema gaúcho de desmanche de veículos, capitaneado pelo Detran/RS.

Durante os dois dias de trabalhos (18 e 19), os visitantes puderam conhecer o modelo gaúcho de ponta a ponta, desde a base informatizada de registro de peças até as instalações de um Centro de Desmanche de Veículos credenciado (CDV). Também acompanharam a Operação Desmanche e conheceram o trabalho de trituração de sucatas veiculares.

Sistema informatizado
Colaboradores do Detran/RS e da Procergs apresentaram aos visitantes a base informatizada que assenta todo o arsenal de quatro milhões de peças disponíveis nos 268 CDVs gaúchos. O diretor técnico do Detran/RS, Mauro Borges Delvaux, explicou que “cada peça cadastrada no sistema é única e, assim sendo, seu histórico é necessariamente rastreável, inclusive com acesso às informações de seu veículo de origem”.

Também foi apresentado à comitiva o portal Consulta Peças, através do qual o cidadão pode verificar a disponibilidade de quaisquer itens veiculares em estoque nos CDVs. “Temos uma plataforma integrada, em que o sistema-base alimenta automaticamente o portal na internet quando uma nova peça é cadastrada” destacou a chefe da Divisão de Desmanches, Amanda da Rosa.

Saídas de campo
Em Novo Hamburgo, o Detran/RS demonstrou aos catarinenses a rotina de operação de um desmanche credenciado, incluindo o cadastramento de itens no sistema e todo o trabalho de triagem, organização e etiquetagem das peças - que são comercializadas somente com a emissão de nota fiscal eletrônica.

A comitiva acompanhou ainda o trabalho de fechamento de um desmanche clandestino em Parobé e pôde conhecer o trabalho de trituração de sucatas realizado pela siderúrgica conveniada com o Detran/RS para o serviço, a Gerdau. “Trata-se da destinação ambientalmente correta dos materiais apreendidos na Operação Desmanche e daqueles abandonados nos pátios dos Depósitos, que passam a reintegrar o ciclo produtivo”, destaca o diretor técnico.

Redução da criminalidade

Para o coronel Marcos Vinícius Bedretchuk, presidente da Comissão Estadual de Leilão do Detran/SC, “a ideia é regulamentar a atividade de desmonte veicular em solo catarinense, com a implantação de uma base informatizada e de um modelo operacional e fiscalizatório similar ao do RS, colaborando assim para a redução dos índices de furtos e roubos de veículos em Santa Catarina”.

O diretor-geral do Detran/RS, Ildo Mário Szinvelski, observa que “todo o trabalho de credenciamento realizado desde a publicação da Lei dos Desmanches, combinado com os esforços de fiscalização, certamente repercutem na redução de furtos e roubos de veículos que vem sendo observada no Rio Grande do Sul”. Sublinha ainda que “o Detran/RS segue à disposição para auxiliar no processo de implantação do sistema no Estado vizinho”. 

Recepção na Direção-Geral

 

Demonstração do sistema informatizado

 


Visita a CDV em Novo Hamburgo



Visita ao parque industrial da Gerdau



Força-tarefa 

Compartilhe esta página:
Copiar
DETRAN-RS