Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.
Detran RS
A A A
Publicação:

Portal dos Desmanches permite busca de peças pela Internet

Já são 55.315 peças cadastradas nas nove empresas credenciadas
Já são 55.315 peças cadastradas nas nove empresas credenciadas - Foto: Arquivo Detran/RS

Com ritmo acelerado de credenciamento das empresas de desmanches, o Detran/RS lança, nesta terça-feira (30), o Portal dos Desmanches. O site reúne todas as peças cadastradas pelos Centros de Desmanches de Veículos (CDVs) e permite a busca por município ou região. O serviço também poderá ser acessado no endereço www.detran.rs.gov.br, inclusive via rede móvel de celular.

Já são 55.315 peças cadastradas nas nove empresas credenciadas, que estão localizadas nos municípios de Campo Bom, Canoas, Caxias do Sul, Encantado, Novo Hamburgo, Porto Alegre, São Leopoldo, Sapucaia do Sul e Uruguaiana. No entanto, o Detran/RS está credenciando novas empresas diariamente e o estoque de peças aumenta gradualmente.

Pioneirismo

O Rio Grande do Sul foi o primeiro Estado do Brasil a credenciar as empresas de desmanches. O processo de credenciamento iniciou-se em março de 2011, para regulamentar a atividade e coibir furtos e roubos de veículos. Atualmente, já são mais de 300 empresas cadastradas e em processo de credenciamento: 163 apresentaram a documentação completa e passam no momento por treinamento. Outras 95 já instalaram o sistema informatizado e estão cadastrando o estoque de peças. A implantação da nota fiscal eletrônica é a última etapa.

Até agosto de 2015, quando entra em vigor a Lei Federal 12.977/2014, que regula e disciplina a atividade de desmontagem de veículos automotores terrestres, todas as 316 empresas deverão estar atuando como CDVs credenciados ao Detran/RS, nos moldes dos demais credenciados pelo Detran/RS (Centros de Formação de Condutores, Centros de Registro de Veículos Automotores, Centros de Remoção e Depósito e Fábricas de Placas e Tarjetas). Após o prazo estabelecido pela lei federal, as empresas que não se credenciarem serão consideradas irregulares e serão fechadas pelos órgãos competentes.

“O controle maior dessa atividade por parte do Estado vai impactar diretamente no índice de furtos e roubos, e o consumidor terá certeza de que estará adquirindo uma peça de procedência legal e com condições de segura para circular”, frisou o diretor-geral adjunto do Detran/RS, Denilson da Silva.

 Acesse aqui o Portal de Desmanches.

Compartilhe esta página:
Copiar
Comentários
DETRAN-RS